7- Cultura forte de cima para baixo

Chegou a hora de implantar o tema em nossas empresas, e agora?

É importante ter clareza que o tema não é apenas de uma pessoa ou de uma área e que não se trata de comemorar uma data específica.

É necessário livrar-se do imediatismo, pois exigirá transformação cultural e de comportamento, isso leva tempo.

Para mudar comportamento é preciso trazer à consciência os assuntos urgentes e necessários, fazer manutenção diária e constante para assim mudar. 

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Cultura organizacional

Ter a real necessidade do tema na cultura é essencial para iniciar o processo. É preciso entender onde estamos e como fazemos as coisas aqui e onde queremos chegar como empresa. É importante responder alguns questionamentos:

1-    Por que quero falar sobre diversidade?

2-    Qual a importância para o meu negócio?

3-    Como isso se relaciona com sustentabilidade?

4-    Quais as principais oportunidades?

5-    Quais as barreiras?

Entendendo os porque devemos mapear quais serão as atitudes de transformação e rituais de afirmação que farão parte deste processo.

O processo de mudança, como é sabido, levará tempo, não é apenas querer são as atitudes e ações constantes que mudam os nossos hábitos, por exemplo, se quero emagrecer não é apenas ler a receita, é preciso disciplina, manutenção e dedicação para transformar e chegar ao objetivo.

Assim será com a diversidade.

Não saímos de A para C sem passar pelo B, e este caminho é feito com clareza, comunicação constante e treinamento.

Depois de alinhar a cultura e o tema diversidade partimos para a ação.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

De cima pra baixo

O tema tem que ser e estar priorizado pela alta liderança, tem que fazer sentido para a sustentabilidade do negócio e para a importância da empresa junto a sociedade. Só assim terá a importância e foco necessário.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Assumir compromissos públicos

Este é outro ponto que auxilia as empresas na descoberta e na jornada de implantação ao tema, pois através de selos como por exemplo, ONU MULHERES, Fórum de Empresas LGBTI+, REIS e outros, são assumidos compromissos públicos e eles apoiam a como identificar onde a empresa está e como mapear as oportunidades de onde quer chegar.

Com a análise e com a troca de empresas que já estão neste processo é possível definir as ações iniciais e os objetivos que queremos conquistar.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Treinamento e Conscientização

Conscientizar a equipe, começando pelos gestores dos reais objetivos da empresa em relação ao tema, respondendo aos porquês e os desafios como organização e compartilhar a responsabilidade será o próximo passo.

Começar por um evento de conscientização com os principais executivos, propor ações de desdobramento e metas para serem compartilhadas.

Dar visibilidade e conscientizar a todos com comunicação será passo fundamental. A comunicação, com acompanhamento da área responsável, terá papel essencial para mostrar uma nova forma de se comunicar e chamar a atenção para os temas urgentes, sempre respeitando a cultura atual e propondo ações de construção.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

INSIGHTS

Inspirações e Realizações

Newsletter

Dicas & Novidades

Cadastre-se e receba gratuitamente novidades, vídeos e podcasts do Nexialista.
Não se preocupe, não enviaremos nenhum spam.
Email
[email protected]
WhatsApp
+55 (11) 97222-6677
Skype
ricardobmota